• Walk and Talk

NA ONDA DA FOTOGRAFIA - O TALENTO DE JOEL COLEMAN


Com olhar terno e profundo nos olhou calmamente como se fotografasse nossa alma, e depois de um minuto calado, começou a nos mostrar com olhos de luz suas últimas obras, ao mesmo tempo em que narrava sua vida. Esse é Joel Coleman 31 anos, australiano, um dos fotógrafos de surf mais conhecidos do país.


Transforma as ondas, areia e o mar em verdadeiras obras de arte, considera-se um outsider, clicando apenas para sua marca Saltmotion, não vende mais suas fotos para revistas e jornais e tudo que capta com os olhos, janela da alma, realmente se revelam com primor digno daqueles que transformaram seu trabalho em amor ou vice-versa. Falando em amor esse artista com jeito de menino trabalha junto com sua esposa Sherrie Daley ex gerente de uma multinacional que largou a sua carreira para se dedicar a parte comercial e marketing das obras do marido.


Ele diz que sem ela jamais teria conseguido alcançar o reconhecimento e expressão que alcançou em seu país, simplesmente porque além de não ter habilidade para isso tampouco teria tempo suficiente para essa dupla função.


Joel tinha apenas 14 anos e já fotografava como hobby as melhores manobras de surf dos amigos nas praias australianas, bem cedo descobriu seu encanto pela fotografia não parou mais de clicar. Lá pelos 17 anos trabalhou num Dive Shop e aproveitou a oportunidade para aprimorar as técnicas incorporando a foto subaquática, foi sempre curioso e auto didata tamanha paixão pela arte escolhida. Anos mais tarde, após uma viagem de 6 anos pelo mundo colecionando material, voltou para Austrália e resolveu se empreender, trabalhou como fotógrafo publicitário e fotografou até casamentos para que assim conseguisse se consolidar financeiramente. Em paralelo dispunha mensalmente suas melhores fotos de surf, sua verdadeira paixão, via email e aqueles que quisessem adquirir algum de seus tesouros podiam fazê-lo por 20 dólares. Aos poucos os amigos começaram a repassar suas fotos que ganharam um âmbito maior dentro dos inúmeros fãs do surf espalhados pelo mundo.


Estava na hora de mais um up grade, montou um portal e criou a marca Saltmotion, nesse momento e sua esposa passou a fazer parte do negócio, trazendo seu olhar comercial para marca Saltmotion. Sherrie Daley teve a missão de colocar valor nas obras, geralmente muito difícil aos próprios artistas.


Faz 2 anos e meio que o casal mudou-se para Manly nas proximidades de Sydney, praia queridinha dos surfistas, onde Joel que passou a fotografar diariamente.


Diz o fotógrafo que acorda todos os dias ao alvorecer para captar imagens do sol nascendo no mar e segue fotografando manobras de surf, o mar, peixes, as ondas, conchas e a natureza por horas a fio até que esteja satisfeito com os cliques do dia, segue então para seu laboratório onde transforma suas fotos em arte, adicionando às imagens inúmeras técnicas de tratamento de sua própria autoria!


O acabamento fotográfico de suas obras é feito em papel cintilante, difícil de descrever, mas maravilhoso. O maior passo de sua carreira após ter alcançado prestígio internacional foi montar uma galeria. Procurou um lugar ideal durante bastante tempo e exatamente há um ano está alocado numa pequenina rua entre os calçadões de Manly. O espaço também possui um delicioso café, que como ele mesmo diz, serve para aproximar as pessoas de suas fotos, tornando a galeria mais acolhedora.


Sherrie também é dona de olhos vibrantes que revelam sua escolha acertada no empreendedorismo do espaço, administrando os negócios do marido enquanto ele fotografa. Hoje a galeria é freqüentada por amantes do surf e turistas de todo o mundo que disputam as obras principais feitas em série limitada. O preço das obras sofre variações grandes, permitindo tanto a compra de apenas uma lembrança como também um clique magistral das fotos em série.


Observamos pelos gestos, gentileza e expressão do casal que ambos estão alinhados com seus talentos tamanha a harmonia e docilidade no olhar e comportamento.


Joel diz que trabalha 7 dias por semana e 24 horas por dia mas mesmo assim sente-se apaixonado por cada minuto da sua entrega pela arte escolhida.


Antes de encerrar perguntei sobre seu futuro, ele sorriu bastante confiante dizendo que não enxergava outro caminho que não a fotografia e finalizou dizendo que todos esses anos trabalhou reinventando a sua arte e assim continuaria pois realmente via beleza nessa reinvenção.


Assim como acreditavam os helênicos, civilização que inspira nosso projeto por seu alto grau de desenvolvimento humano, todos nós herdamos talentos ao nascer e seguí-los é uma opção, não uma garantia de sucesso. A única certeza é que através da coragem de assumí-los temos a possibilidade de dar sentido a nossas vidas.


Para Joel, sua maior motivação é ter a certeza do caminho escolhido, reaprendendo, aperfeiçoando e reinventando seu talento todos os dias !!


Quanto a minha impressão final, posso dizer que é latente sua sensação de dever cumprido, acima de tudo, consigo mesmo !!!


Para conhecer mais o trabalho de Joel acesse o site:

http://www.saltmotion.com/


Por Luah Galvão




®2020 • Design by Dan España

Contato